Galeria de fotos: Palmeiras 3×1 Fluminense – COMEÇOU O GAME PARA O VERDÃO

 

Bem vindo Brasileirão!!! O game começa agora!!!

A torcida fez a festa… e o time jogou pra valer nesta sexta rodada. A tarde de Palmeiras foi do jeito q a arquibancada gosta!!

Vitória consistente por 3 a 1 em cima do Fluminense, o Palmeiras quebrou os quatro jogos sem vitória na competição e deu arrancada para retomar o camínho do Deca.

Guerra, Keno e Róger Guedes marcaram e garantiram os três pontos para o atual campeão! O Verdão saltou de décimo sexto para oitavo na tabela… e AGORA COMEÇA O GAME PRA NÓS!!

Vamoo Verdãooooo!!!

#PrassMonstro _0/

Confira as fotos da arquibancada:

 

100 Anos de Palestra, 100 anos de casa própria

Explode o coração da torcida palmeirense de orgulho, quando falamos do nosso Palestra. Desde os primórdios do clube, que temos estádio; PRÓPRIO e sem ajuda de governo ou falcatruas. E nesses 100 anos de Palestra Itália, preparamos pra você, uma linha do tempo, com os fatos mais importantes e curiosos sobre o local mais charmoso do Brasil, o nosso querido, novo e velho Palestra Itália:

 

1890 – 1900

Final do século 19, e inicio do século 20, uma companhia paulista pensando no “relax” de seus funcionários, criaram o mais famoso “parque” do Brasil, o Parque Antarctica. Palco de eventos daquele tempo como, lutas, atletismo, atividades ao ar livre e até mesmo corrida de automóveis, e com a crescente do futebol na época, e sendo um dos primeiros campos de futebol no estado de São Paulo, clubes passaram a utilizar a antiga cancha para o esporte.

O Germânia, clube de origem alemã, conhecido hoje como o clube Pinheiros, passou a mandar seus jogos no Parque Antarctica, porém com o início da primeira guerra mundial, o clube diminuiu suas atividades, e outros clubes passaram a utilizar mais o campo.

 

Documento de compra do palestra 27 abril

1920

O América F.C., já extinto, detinha o direito de usar o campo, mas com crise dentro do clube, passaram a sublocar o campo, até que em 1917, o Palestra Itália passou a usar o campo, até que em 1920, junto à Companhia Matarazzo, efetuaram a compra do Parque Antarctica por 500 contos de réis, o que na época era muito, mas muito dinheiro. Logo no primeiro jogo como total proprietário, o Palestra aplicou um belo 7 x 0 no Mackenzie, uma das principais equipes de futebol à época.

Uma dificuldade financeira, fez com que o Palestra tivesse que vender uma das partes do Parque Antarctica para o Conde Francisco Matarazzo por 187 contos de réis, local hoje onde está situado o Shopping Bourbon.

 

CURIOSIDADE: No ato da compra do Parque Antarctica, o Palestra assinou uma clausula, que produtos Antarctica teriam que ser vendidos exclusivamente no período de 99 anos, de 1904 até 2003.

 

 

1930 – 1940

Ainda em 1920, Menotti Falchi, o então presidente que fez a compra do Parque Antarctica, disse ao Jornal Fanfulla, que queria um estádio moderno, pois mesmo com uma arquibancada de madeira, e um barranco na lateral usado como arquibancada, o Palestra queria ter o estádio mais moderno para a época.

 

Foi então que em 1930, o Stadium Palestra Itália foi inaugurado, com arquibancadas colossais em concreto, se tornou então o desejado e mais moderno de São Paulo. O jogo de inauguração do estádio foi diante o Bangu, válido pelo Torneio Rio-São Paulo, o Palestra Itália venceu a equipe carioca pelo elástico placar de 6 a 0, com o primeiro gol do novo estádio sendo anotado por Gabardo. Desde muito cedo, a torcida do Palestra, enchia o estádio, e já era também, uma das maiores torcidas do Brasil.

     

    Ainda entre essas décadas, o Clube Social, que era localizado no centro da cidade, se transferiu para o entorno do estádio, onde é localizado até os dias de hoje. Na mesma época também tivemos a mudança de nome do Palestra Itália, para Sociedade Esportiva Palmeiras, por conta da Segunda Guerra Mundial, o então presidente do Brasil Getúlio Vargas, obrigou que os Italianos, trocassem o nome do clube após muita perseguição. Morreu Palestra Itália líder, Nasceu o Palmeiras Campeão…A famosa arrancada heroica!

     

    1950 – 1960

     

    O já Palmeiras figurava entre as maiores equipes do mundo na época, porém a necessidade de mais uma reforma do Stadium Palestra Itália. Sendo assim, mais uma vez, o estádio passou a ser um dos mais modernos do Brasil, pois além de novas arquibancadas, o campo foi suspenso, e ficou conhecido assim como “Jardim Suspenso”.

     

    A capacidade do estádio também passou a ser o dobro do anterior, para que no futuro abrigasse o PRIMEIRO CAMPEÃO MUNDIAL DE CLUBES em 1951. O “novo estádio” foi inaugurado em 1964 no mês de setembro, com o jogo Palmeiras x Guaratinguetá, pelo Campeonato Paulista .

     

       

      1990 – 2000

       

      Em uma das eras mais vitoriosas do Palmeiras, com a nova patrocinadora Parmalat, o Verdão conquistou títulos importantes como, Campeonatos Paulistas, Campeonatos Brasileiros, Copa do Brasil, Copa Mercosul, Copa dos Campeões e um dos mais importantes títulos da nossa história, a Taça da Copa Libertadores da América de 1999. E também, o velho Palestra foi o primeiro estádio em São Paulo a receber a seleção Brasileira, quando conquistou a Copa Rocca em cima da Argentina.O Palmeiras sempre em avanço no futebol, também avançava no quesito modernidade de seu estádio.

       

      Ao longo desses anos, a diretoria alviverde, foi implantando pequenas reformas, na qual ajudavam no conforto e comodidade dos torcedores no queridíssimo Palestra Itália.  Uma das mais notórias e polêmicas, foi a criação do setor Visa, na qual diminuiu o número da arquibancada geral, e com mais cadeiras no estádio, em uma previsão da maior reforma que o Palestra Itália sofreria depois de uns anos.

       

      CURIOSIDADE: Mesmo com tantas reformas, algumas antiguidades prevaleceram no terreno do Palestra, como as torres que se localizam do outro lado da Matarazzo, e também um túnel, que leva até o vestiário Palmeirense, saindo também do outro lado da avenida, precisamente no mesmo terreno que se localiza a Cantina Palestra.

       

       

      2010

       

      Palco de grandes decisões e jogos inesquecíveis como o 8 x 0 em cima do Corinthians, da final épica da Libertadores de 99, e tantos outros jogos, o Palestra Itália também foi sede de um grande e último jogo do estádio contra o Boca Júniors. Após esse jogo no dia 9 de julho de 2010, o velho e saudoso Palestra foi fechado para a reforma da melhor e mais imponente Arena do Brasil e América do Sul.

       

      Em 2008, a diretoria e o conselho deliberativo do clube, aprovou a reforma que transformaria o Palestra Itália no que é hoje, a melhor Arena multiuso, eleita a arena mais bonita do mundo em votação popular em 2015. Foram quatro anos de reforma, e muita angustia para a massa alviverde poder ver de perto o Allianz Parque, que foi construído em parceria com a construtora WTorre, que administrará o estádio por 30 anos, claro com  o Verdão participando nos lucros.

       

      Inaugurado em 30 de junho de 2014, contra o Sport, já sofremos altos e baixos dentro da Arena, em 2014, quase fomos rebaixados pela terceira vez em nossa história, mas a partir daí, a palmeirada só festejou na bancada, com dois títulos nacionais que o verdão faturou. Após uma super parceria com a Crefisa e a Faculdade das Américas. Foram em dois anos um título da Copa do Brasil de 2015, em cima do Santos, e também o título de campeão Brasileiro de 2016, com o mesmo rival como vice.

      O Allianz Parque, tem padrão FIFA, e já recebeu jogo da seleção Brasileira, são 45 mil lugares para torcedores, porém com a divisão de torcidas, esse número cai um pouco. Fato é que a torcida do Palmeiras, pode bater no peito, e falar, que o Allianz Parque, e também o Palestra, foram pioneiros em quesitos de estádio em todo o Brasil.

       

      …“Nossa casa, nosso orgulho, nosso lar”…

       

       

      ESTASTISTICAS DO PALESTRA / ALLIANZ

       

      Jogos disputados: 1572

      Vitórias: 1064

      Empates: 319

      Derrotas: 189

      Gols Pró: 3700

      Gols contra: 1488

      Saldo de gols: +2212

       

      Maior público Palestra Itália:

      Palmeiras 1 x 0 XV de Piracicaba
      18 de agosto de 1976 – a partida decidiu o Campeonato Paulista
      Árbitro: Romualdo Arppi Filho
      Público: 40.283 pagantes
      Palmeiras: Leão, Valdir, Samuel, Arouca, Ricardo, Pires, Ademir da Guia, Edu, Jorge Mendonça, Toninho, Nei.
      Gol: Jorge Mendonça, primeiro tempo.

       

       

      Maior público Allianz Parque:

      Palmeiras 1 x 0 Chapecoense

      27 de novembro de 2016 – partida que decidiu o Campeão Brasileiro de 2016

      Árbitro:

      Público: 40.986

      Renda: R$4.171.317,26

      Palmeiras: Jailson; Fabiano, Edu Dracena, Vitor Hugo, Zé Roberto;

      Tche Tche, Jean, Moisés; Dudu, Gabriel Jesus, Roger Guedes.

      Técnico: Cuca

      Gol: Fabiano.

       

       

      Milésima Vitória:
      Palmeiras 2 x 0 Grêmio
      6 de outubro de 2007
      Árbitro: Heber Roberto Lopes
      Público: 22.667 pagantes
      Renda: R$ 428.170,00
      Palmeiras: Diego Cavalieri; Paulo Sérgio, David, Dininho (Gustavo) e Valmir; Wendel, Makelele, Valdívia e Caio; Luiz Henrique (Deyvid) e Rodrigão (William) – Técnico: Caio Júnior
      Gols: Caio e Rodrigão, 12min e 22min do primeiro tempo.

       

      Inauguração Oficial do Estádio Palestra Itália:
      Palestra Itália 6 x 0 Bangu
      13 de agosto de 1933
      Árbitro: Haroldo Dias da Mota
      Palestra Itália: Nascimento, Carnera, Junqueira, Tunga, Dula (Zico), Tuffy, Avelino, Gabardo, Romeu Pellicciari, Lara, Armandinho – Técnico: Humberto Cabelli
      Gols: Gabardo, Avelino, primeiro tempo; Avelino, Romeu Pellicciari, Gabardo, Romeu Pellicciari, segundo tempo.

       

      Maior Goleada:
      Palestra Itália 11 x 0 Internacional
      8 de agosto de 1920
      Árbitro: Odilon Penteado do Amaral
      Palestra Itália: Flosi, Bianco, Pedretti, Bertolini, Picagli, Fabbi, Caetano, Ministro, Heitor, Ernesto Imparato, Martinelli.
      Gols: Ministro (2), Imparato, Caetano, Martinelli e Heitor Marcelino (6 – recorde)

       

       

      Quem mais jogou:
      Marcos (1996 a 2011) – 211 partidas

       

      Quem mais fez gols:
      Heitor (1916 a 1931) – 173 gols em 172 partidas

       

      Recorde mundial de invencibilidade:
      68 jogos entre 1986 a 1990

       

       

      RELEMBRE O SAUDOSO JARDIM SUSPENSO: Confira algumas imagens

       

      Corredor de Festa!!!!

      Jogo entre Palmeiras e Jorge Wilstermann, promete ter corredor alviverde

      Hoje tem festa na casa Palmeirense como em todo jogo, mas a festa não vai se conter apenas no estádio, a festa promete se estender pelas ruas antes mesmo da partida. Isso por que, organizadores de páginas palestrinas estão prometendo a realização do corredor alviverde.

      A concentração para o corredor acontecerá em frente ao Allianz, na avenida Francisco Matarazzo. A massa Palmeirense quando se trata de festa, sabe fazer muito bem, e em partidas importantes, como a de logo menos, fazem inflar o sentimento dos jogadores que podem se entregar ainda mais dentro de campo.

      O Verdão vai encarar a equipe Boliviana do Jorge Wilstermann, que em visita ao Allianz Parque, os jogadores de sua delegação definiriam o estádio como “espetacular”, teve jogador que disse ser o estádio “mais bonito que ja viu na vida”…Então se eles acham isso quando o estádio está vazio, imagina quando virem o estádio pulsando o amor em verde branco.

      Então amanhã, mesmo você que não conseguiu comprar ingressos, vista sua camisa, traga rojões, sinalizadores e bandeiras, e se junte a mais um corredor para empurrar nosso Verdão, rumo a primeira vitória na Liberta! Vamos fazer de Perdizes um caldeirão!!

      AVANTI PALESTRA!

      Confira algumas fotos do Corredor alviverde.

       

      A “arquibancada” não vai parar!

      Fotos: Foza Palestrina – Sergio Ortiz / André Guedes

      Ontem, as torcidas organizadas do Palmeiras se reuniram para homenagear um dos torcedores símbolos do Verdão, e também um dos fundadores da Mancha Verde, Moacir Bianchi.

      O grande Moa, foi assassinado covardemente no ultimo dia 02, após reunião que selaria o destino da Mancha para os próximos anos. A mancha que chegou a cogitar o fim de suas atividades como torcida (através da sua diretoria de antes do ocorrido).  Mas uma ação de união  reuniu os antigos presidentes e líderes da Mancha Verde, inclusive das co-irmãs…. e deram início neste sábado, um novo futuro para a organizada. No bairro do Ipiranga, se juntaram para prestar homenagens à lenda das arquibancadas, Moacir.

      Moa, como era conhecido por amigos, era uma pessoa simples, que se importava muito pelas pessoas. Um amigo de grande coração colocava sempre o Palmeiras e a Mancha em primeiro plano, e foi assim, até nos deixar. Atuou fortemente na época “romântica” do futebol e não foi exceção, participou sim de confrontos e brigas entre torcidas, todas em defesa da Mancha Verde. Entre erros e acertos construiu uma história de dignidade e respeito na entidade. Ontem, ali mesmo, no Ipiranga (local da sua morte), integrantes da Mancha, Savóia e TUP fizeram uma oração em memória ao fundador, que deu sua vida pela entidade, e acabou sendo levado de forma covarde.

      As homenagens se estenderam até a estação de metrô Sumaré, onde ali fizeram festa com bandeirões, fogos, faixas e muita cantoria como: “Olê Olê Olê olá, Moaaaaa, Moaaaa!!”  –  “Não é mole não, o Moacir, resgatou nossa União”.  Foi realmente de encher os olhos, e a Mancha não poderia parar, Moacir, não ia querer ver tudo aquilo que ele sempre batalhou acabar. A “nova’ Mancha, como assim podemos dizer, irá voltar mais forte, e ainda mais unida, trazendo de volta seus lemas, o “DUG”, Dignidade, União e Glórias.

      A torcida carregava como linha de frente uma grande faixa escrito: “Moacir Símbolo de Dignidade”, e durante todo o trajeto da estação Sumaré para o Allianz Parque,  a emoção tomava conta de todos presentes.

      As baterias das principais organizadas do Palmeiras, batucando junto foi lindo de ver, do jeito que Moa gostava, uma grande festa. No final do trajeto, flores foram entregues à filha e familiares de Moacir que estavam ali presentes. Logo após o termino, a torcida seguiu para a arquibancada, onde fez festa na goleada do Verdão por 3 a 0 no choque-rei.

      Nós da Forza Palestrina, deixamos aqui nossa homenagem para Moacir Bianchi, que além de uma grande pessoa, não só na bancada, mas fora dela, era também um grande amigo. Que sua alma descanse, e que você possa achar muita paz nos braços do criador. Nosso muito obrigado por ter feito do Palmeiras sua vida.

      Valeu Moa!

      Forza Palestrina

      De olho neles

      Novo quadro da Forza traz as novidades sobre os adversários do Palmeiras na Liberta

      O “De olho neles” é o novo quadro de matérias especiais da Forza Palestrina, que ao longo de toda a Libertadores irá destacar, tranzendo informações sobre os times adversários e também as prováveis equipes que o Verdão irá enfrentar caso passe de fase, sobre os jogos disputados por eles, e também algumas curiosidades.

      Então começando, trazemos informações sobre o MASSACRE do Jorge Wilstermann aplicado sobre o Penãrol, duas das equipes da chave do Verdão. A Equipe boliviana não teve dificuldades de aplicar um sonoro 6 a 2 sobre o time uruguaio.

      Mesmo tendo um jogador expulso por boa parte do segundo tempo, Wilstermann (como é chamado por sua torcida), não deu sossego para a zaga adversaria, e abriu o placar logo aos seis minutos do primeiro tempo. Ao decorrer da partida a equipe Boliviana foi dando ritmo ao jogo, e não deixava seu adversário sair jogando, aplicando sobre eles uma boa marcação.

      O primeiro tempo acabou em 3 a 0 para o Jorge Wilstermann, e quem assistiu ao jogo poderia até brincar com aquele velho dito: vira 3, acaba 6. E foi exatamente desse jeito que o jogo terminou. Verdade que no começo do segundo tempo, o Peñarol parecia dar ares de superação, marcando logo aos três minutos, e depois aos 24 minutos. Porém, a fraca zaga da equipe uruguaia vacilou ainda mais, e permitiu que o jogo terminasse nesse largo placar de 6 a 2.

      Temos que ficar de olho em um jogador especial da equipe Boliviana, que chegava rápido ao ataque, com boas movimentações, o brasileiro Thomaz, camisa 10 do Wilstermann teve uma ótima atuação, marcando gols, e servindo para que seus companheiros também marcassem. O jogador de origem Paulista foi revelado pelo Internacional de Porto Alegre, chegando a ser destaque na Copa São Paulo de Futebol Juniores em 2006.

      A primeira impressão da equipe boliviana, é de uma equipe que sabe aproveitar muito bem os contra-ataques oferecidos pelo adversário, sempre com velocidade, e precisão em suas finalizações. Além disso, vale ressaltar que é uma equipe muito violenta, provocam o adversário, com pontapés, socos na altura da bacia, e algumas outras “catimbas” que são comuns na Taça Libertadores. Um fato curioso sobre a equipe do Jorge Wilstermann, é que eles não ganhavam um jogo com dois, ou mais gols de diferença na Libertadores desde 2001, quando derrotaram o San Lorenzo por 4 a 2.

      Já a equipe do Peñarol, também adversaria do Palmeiras no grupo 5, se mostrou uma equipe muito frágil, com um meio de campo com poucas jogadas de criações, e uma defesa perdida dentro de campo. O “De Olho Nele” porém, se atentou ao atacante Gastón Rodrigues, que marcou os dois tentos para a equipe uruguaia, e foi um dos melhores jogadores em campo da noite, mesmo sua equipe saindo com a amarga derrota.

      O Palmeiras irá enfrentar o Jorge Wilstermann no próximo dia 15, às 21:45 no Allianz Parque, com mais de 11 mil ingressos vendidos até o momento. A Arena alviverde também receberá o Peñarol no dia 12 de Abril, também as 21:45. DE OLHO NELES VERDÃO!

      3 pontos pro Verde – Galeria de fotos

       

      O Verdão se recuperou da derrota em Itu e fez a lição de casa nesta quinta feira (16) diante o São Bernardo. Com gols de Dudu e Jean, o Alviverde garantiu a liderança do grupo C do Paulistão.  O jogo começou truncado, com a defesa do São Bernardo bem fechada e o time sentiu dificuldades para penetrar na área adversária. Com a pressão de parte da torcida, o Palmeiras voltou outro para o segundo tempo. Anotou 2 na etapa final e levou os três pontos.

       

      Confira as fotos da arquibancada

       

      #Fotos Palmeiras 1×0 Botafogo

      Neste domingo o Verdão entrou em campo pelo Campeonato Paulista, o jogo marcou o primeiro duelo da competição. Também a primeira vitória do Palmeiras na temporada, batendo o Botafogo-SP pelo placar de 1 a 0, com gol marcado pelo volante Tche Tche, no começo do segundo tempo.

      E fica o “aspas” do volante Felipe Melo disse que não existe vitória magra, e que o importante é somar os três pontos. “Não existe vitória magra, gorda, existe vitória, empate e derrota. E hoje ganhamos na raça, sem muita técnica, mas na vontade.” Finalizou o jogador.

      O próximo jogo do Palmeiras é dia 12, domingo, em Itu, contra a equipe do Ituano, as 19h30.

      Confira as fotos da arquibancada:

      Paulistão. É hoje.

      O Verdão estreia hoje, na temporada 2017.  O grande desafio do comandante Eduardo Baptista será colocar em campo um jogador que substituirá Gabriel Jesus.  A partida é diante o Botafogo-SP que abre a rodada do Paulistão às 17h no Allianz Parque

      Vinte mil ingressos foram vendidos antecipadamente e o setor Norte está esgotado para o confronto desta tarde.

      Nos dois amistosos de pré-temporada, contra Chapecoense e Ponte Preta, o treinador escalou um atacante diferente em cada tempo. Dentro do esquema 4-1-4-1, Eduardo Baptista começou o ano com Alecsandro como homem de referência, porém testou Érik na estreia, mais Willian e Alecsandro na partida seguinte. No treino de quinta-feira, o último aberto aos jornalistas, a escolha foi por Willian.

      O possível time da estreia deve ter: Fernando Prass; Jean, Edu Dracena, Vitor Hugo e Zé Roberto; Felipe Melo; Róger Guedes, Tchê Tchê, Raphael Veiga e Dudu; Willian (Lucas Barrios).

      Os desfalques para o primeiro jogo, são; O zagueiro Mina e o meia Moisés, em estágio de transição física, e o meia recém apresentado, Guerra (que deve estar regularizado para a próxima partida).

      O jogo terá transmissão da RGT.

      A CASA VAI LOTAR!

      Domingo, dia 5, começa nossa caminhada para o ano verde. O ano de 2017 com muitos títulos é o objetivo, e o desejo de todo palmeirense. E no final de semana o Verdão encara o Botafogo de Ribeirão Preto, às 17 horas. E como é de costume, nossa arena irá BOMBAR!

      Por enquanto mais de 10 mil ingressos foram vendidos antecipadamente, e a tendência é que até domingo de manhã cerca de 30 mil lugares serão vendidos. O que a torcida espera de verdade nesse momento, é a apresentação do meia Alejandro Guerra, para que já no domingo o “Lobo”, como é chamado o meio campista, possa estrear oficialmente.

      Na manhã da segunda feira (30), o meia estreou em jogo treino, e agradou o técnico Eduardo Batista, o Palmeiras venceu o Nacional por 1 a 0, com gol de Alecsandro.

      Lembrando que o Palmeiras ano passado teve média de público anual de cerca de 30 mil pagantes, esse número tende a melhorar esse ano, pois com o time reforçado e atual campeão Brasileiro, o Verdão “trará” para a bancada cada vez mais torcedores.

      O jogo de domingo, será válido pela primeira rodada do Paulistão, às 17 horas e os ingressos podem ser encontrados pelo site www.futebolcard.com.br, logo após a pré-venda para sócios Avanti.

      Leila Pereira – Start pela candidatura ao conselho

        

      Nao tem jeito… onde se reúne 2 ou mais palmeirenses a emoção é evidente. Ainda mais ao som do violino com a palmeirada cantando o nosso hino após a oficialização da candidatura de Leila Pereira ao Conselho Deliberativo do Palmeiras, em evento realizado em São Paulo nesta quarta feira.

      Dando sequência ao projeto de tornar o Palmeiras, consolidadamente, o melhor time do país e um ícone na América do Sul, Leila amplia sua participação no Clube com o lançamento de sua campanha, por meio da Chapa Palmeiras Forte.

      As quatro salas de eventos do Hotel Braston estavam cuidadosamente decoradas, com os títulos do Palmeiras, inclusive a mesa de doces principal, onde cada tipo trazia uma referência palestrina e também das empresas da candidata.

      A eleição será disputada no dia 11 de fevereiro. Leila concorre pela Chapa Palmeiras Forte, número 153.

      Será renovado de qualquer jeito, independentemente de resultado. Eu amo o Palmeiras, eu vou ajudar o Palmeiras de qualquer jeito. Minha candidatura é porque senti nesses últimos dois anos que posso ajudar muito mais o clube me envolvendo na política, por isso sou candidata, não tem absolutamente nada a ver. O contrato será renovado de qualquer jeito. (Leila Pereira)

      A candidata recebeu também uma homenagem da Escola de Samba Mancha Verde, que entregou uma réplica gigante da taça do Brasileirão. Leila falou para os presentes sobre sua perspectiva de contribuição estando mais próxima do Palmeiras